Publicações

A Vinha e o Ceticismo (I)

Artigo publicado no Jornal O Estado do Paraná, em 9 de dezembro de 2007.

  • José de Paiva Netto, Diretor-Presidente da Legião da Boa Vontade.


Nova Jerusalém


“23 A cidade não precisa nem do sol, nem da lua, para lhe darem claridade, pois a Glória Divina a iluminou; sua lâmpada é o Cristo de Deus.
“ 24 As nações andarão mediante a sua luz, e os reis da Terra lhe trarão a sua glória e a sua honra” (Apocalipse, capítulo 21).A Ciência iluminada pelo Amor eleva o ser humano à conquista da Verdade.

A Humanidade tem vivido sob a ditadura de suas próprias criações castradoras nos vastos ramos em que progride. O resultado não tem sido o melhor. Basta ver os escabrosos desníveis sociais mantidos em um mundo “civilizado”. Clara propensão suicida. Um dia a casa pode cair, como na marchinha cantada por Emilinha Borba (1923-2005).

É flagrante a necessidade de alargar a ótica do pensamento criador humano, para que finalmente se torne promotor da gigantesca libertação que resta por fazer. Em que bases? Nas do Espírito, desde que não considerado medíocre projeção da mente, porquanto é a Sublime Luminosidade que dá vida ao corpo. Eis a Grande Vinha que o Criador oferece à criatura para livrá-la da zonzeira do ceticismo excessivo. Embora uma dose dele seja bastante salutar, se apreciarmos esta advertência de James Laver (1899-1975), antigo responsável pelos departamentos de Gravura, Desenho e Pintura do Victoria and Albert Museum, de Londres, entre 1938 e 1959: “O ceticismo absoluto é tão injustificado quanto a credulidade absoluta”.

O Espírito é a objetividade; a carne, a vestimenta que urge ser bem cuidada, visto que desta depende ele para evoluir.

O Amor é a chave da Nova Consciência

Com razão, escreveu Isaías, 55:3 e 6: “Inclinai os vossos ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa Alma viverá, porque convosco farei um concerto perpétuo. (...) Buscai o Senhor enquanto se pode achar; invocai-O enquanto está perto”. Seguir o conselho do Profeta é mais do que aumentar o conhecimento; é banhá-lo com a Divina Claridade do Amor, a chave que nos abre as amplas searas da Nova Consciência, que faz da Solidariedade a sua perfeita estratégia. E aqui surge o Novo Renascimento, cuja Suprema Inspiração desce a nós diretamente de Deus.

Não foi sem propósito a recomendação do Buda, no leito de morte, a seu “discípulo amado”, como João Evangelista o foi do Cristo: “Agora, Ananda, encontra a tua luz!”
Ora, o indivíduo que não descobre a Luz para a sua própria luz conserva-se na região da sombra, à margem da realidade, que é muito mais do que considera efetivamente concreto. (Continua)

Natal Permanente

O que significa Natal Permanente de Jesus Ecumênico? É a ambiência melhor para o ser humano viver em sociedade, sociedade solidária, altruística, ecumênica, aquela que propaga o ecumenismo que se comove com a dor, e que, portanto, atua decididamente para levantar os caídos, alimentando-os e instruindo-os para que, como cidadãos, construam seu próprio destino, para o que é urgente espiritualizá-lo também.
Por sinal, neste espírito constante de solidariedade e com a indispensável ajuda da população, a Campanha Natal Permanente da LBV – Jesus, o Pão Nosso de cada dia! promoverá, neste mês, em todo o Brasil e em diversas cidades paranaenses, a distribuição de cestas de alimentos às famílias que, durante o ano, participaram dos programas socioeducacionais desenvolvidos pela Instituição nas comunidades em risco social. Em Curitiba, a entrega ocorrerá no próximo dia 14; em Ventania, 16; Londrina, 17; Maringá, 18, Ponta Grossa e Cascavel, 19; e Foz do Iguaçu, dia 20. Eis que o povo ajuda, a LBV faz.
Comente também:
Nome:
Cidade:UF:
E-mail:
Comentário: