Publicações

Responsabilidade global, ONU e LBV

Artigo publicado em 1/4/2007, no Jornal O Estado do Paraná.



No editorial do informativo Rede Sociedade Solidária, disponibilizado a todos os participantes da 1ª Feira de Inovações, promovida pela Legião da Boa Vontade (LBV) e que contou com o suporte da Organização das Nações Unidas (ONU), reafirmei que há muito vimos alertando para o fato de que a Solidariedade hoje se expandiu do luminoso campo da ética e se apresenta como uma estratégia, de modo que o Ser Humano possa alcançar a sua sobrevivência. À globalização da miséria, contrapomos a globalização da Fraternidade, que espiritualiza a economia e solidariamente a disciplina, como forte instrumento de reação ao pseudofatalismo da pobreza.

A revista Boa Vontade resumiu as atividades da Innovation Fair:

“Lançada em Porto Alegre no dia 13 de março, a iniciativa obteve a adesão de representantes de centenas de entidades de classe, universidades, movimentos religiosos e de juventude, fundações, órgãos públicos e organismos internacionais. O evento recebeu suporte das Nações Unidas, Seção NGO do Ecosoc, com a coordenação do UN/DESA e apoio do Centro de Informações da ONU no Brasil (Unic-Rio). Realizou-se em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, e nos workshops regionais em Belo Horizonte, Aracaju, Santos e em Buenos Aires/Argentina.

“Esta ação foi considerada pioneira pela sra. Hanifa Mezoui, alta comissária do Conselho Econômico e Social da ONU (Ecosoc), autoridade máxima para as entidades da sociedade civil dentro da Organização. ‘Quero congratular-me ainda mais com vocês porque estão fazendo do Brasil o primeiro país a promover a Innovation Fair com abrangência nacional. (…) Desejo levar o resultado desse trabalho para a AMR Innovation Fair, que o Ecosoc promoverá em julho, durante a Reunião do Alto Segmento das Nações Unidas, em Genebra, e mostrar aos chefes de estado, conselhos ministeriais e demais participantes. Eles desejam ver o que tem sido feito em âmbito internacional. E aqui está a LBV, com status consultivo geral desde 1999, conquistando seu lugar e trazendo tudo isto’.

“Na capital federal, o encontro deu-se no ParlaMundi da LBV. Superlotou o auditório Austregésilo de Athayde. Foi destaque em rede nacional pelo ‘A Voz do Brasil’ e internacional pela Rádio ONU (de Nova York-EUA), além da ‘Folha On-line’, ‘Correio Braziliense’, ‘O Globo On-line’, ‘Jornal do Brasil’, ‘O Dia’, ‘O Sul’, ‘O Estado do Paraná’ e outras importantes mídias. Dentre as muitas autoridades presentes, estavam a dra. Michele Billant-Fedoroff (Departamento de Assuntos Socioeconômicos das Nações Unidas); do governo brasileiro, representações de ministérios, do Senado Federal, da Câmara dos Deputados e do Executivo; a primeira-dama do Distrito Federal, a sra. Marianne Vicenthini Arruda; os senadores Sérgio Zambiasi e Mozarildo Cavalcanti; o deputado federal Beto Albuquerque e o dr. Silvio Iung, presidente do CNAS (Conselho Nacional de Assistência Social). A dra. Michele explicou que, há dois anos, uma reunião da Cúpula Mundial das Nações Unidas em NY apontou o grave impasse que se avizinha se não houver um esforço para a implementação dos Oito Objetivos do Milênio, concluindo que somente os atingiria com a ajuda da sociedade civil: ‘As práticas regionais como esta, organizada pela Legião da Boa Vontade, identificarão as políticas bem-sucedidas que farão parte do repertório de boas práticas na implementação das Metas do Milênio’. Em entrevista, destacou: ‘A LBV tem feito um trabalho tremendo e quero agradecer por ter participado de um evento dessa envergadura’.

“Durante o ‘Jornal do Senado’, distribuído pela Radiobrás, enalteceu o senador Mozarildo Cavalcanti: ‘Essa inclusão traz para a América Latina os olhos das Nações Unidas. A ONU tem hoje, na LBV, uma parceira prioritária, primordial nesse combate à pobreza. A LBV é precursora na área do terceiro setor, é campeã nisso’. O senador Sérgio Zambiasi comentou: ‘Precisamos que grandes instituições com credibilidade, como é o caso da LBV, assumam essa liderança e proponham o uso destes meios modernos para que os braços da solidariedade possam cobrir os espaços que estão descobertos, chegando à população mais sofrida. A LBV é a casa de todos nós, é democrática, cristã, ampla, que nos oferece este grande horizonte de solidariedade’. Para o deputado Beto Albuquerque: ‘Está na hora de globalizar a solidariedade, a preocupação com o outro. A experiência de muitos anos da LBV mostra que é possível todos nós — cada um do seu jeito, modo, crença — fazermos alguma coisa’.”

“Na capital paulista, a 1 a Feira de Inovações Sociedade Solidária realizou-se no Instituto de Educação José de Paiva Netto. Várias autoridades estiveram presentes ao evento.”

“O Primeiro-Secretário da Câmara Municipal de São Paulo/SP, o Vereador José Américo Dias, elogiou a iniciativa da LBV: ‘(...) Fico muito feliz que a Legião da Boa Vontade, com esta tradição, com esta competência, possa assumir este papel de combate à miséria na nossa cidade, no nosso país’. O Deputado Estadual Aparecido Sério da Silva ressaltou a liderança da Instituição: ‘A Feira é tão maravilhosa, meritória, que só poderia acontecer primeiro nesta Casa, a LBV. O trabalho que é feito aqui — do ponto de vista ecumênico, de elevar o Espírito, de trazer a Palavra de Jesus com uma ação efetiva de resgatar vidas, de educar crianças — é absolutamente necessário’.”

“O ex-Ministro da Justiça e Presidente da Comissão Municipal de Direitos Humanos, Dr. José Gregori, falou sobre a Proposta Legionária: ‘Já conheço a LBV há tempos e sei da preocupação que ela tem em desenvolver a Espiritualidade das pessoas, elevando-as a uma visão mais humana de Seres Humanos que são. Tudo isso é muito importante, a ponto de uma representante da ONU vir visitá-la. Isso mostra como é conhecido o que se faz aqui (...), levando ao conhecimento de todos um programa dos mais importantes das Nações Unidas: as Metas do Milênio. A ONU vê que elas têm eco, na América Latina, numa cidade como São Paulo, porque a LBV está empenhada para que a sociedade civil dê a sua contribuição, sobretudo um país como o nosso que está atravessando uma crise de violência extremamente grave e muito preocupante. O jeito para sair de uma crise como essa é exatamente desenvolver programas de abrangência social como o das Metas do Milênio e não deixar de fazer as orações e a elevação de pensamento que a Legião de Boa Vontade faz. E não esquecer que a criança tem de ser uma prioridade de todos. Como disse muito bem o líder da LBV: ‘Criança faz bem aos olhos. Criança faz bem ao coração’.”

A dra. Michele, representante do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (UN/DESA), visitou também o Rio Grande do Sul, na sexta-feira (23), e ficou encantada, especialmente com o atendimento à infância e juventude que pôde verificar no Lar e Parque Alziro Zarur, em Glorinha.

No sábado (24), encerrando sua visita oficial ao Brasil, esteve no Centro Educacional, Cultural e Comunitário da Legião da Boa Vontade, no bairro de Del Castilho, no Rio de Janeiro. O portal www.boavontade.com destacou:

“O sr. Carlos dos Santos, Diretor da Unic-Rio, o Centro de Informações das Nações Unidas no Brasil, em entrevista à Super Rede Boa Vontade de Comunicação, declarou: ‘Esta Feira social é de extrema relevância por estar diretamente em sintonia com o Conselho Econômico e Social das Nações Unidas e terá muitas dicas práticas de como avançarmos na inclusão social. Esse trabalho da LBV é extremamente importante, porque o Estado por si só já não pode fazer tudo, o cidadão tem que, cada vez mais, se envolver e se preocupar com o dia-a-dia do seu país’.”

Grato a todos. Esse é o nosso lema: por um Brasil melhor e por uma Humanidade mais feliz.
Comente também:
Nome:
Cidade:UF:
E-mail:
Comentário: